PUBLICADO EM AGOSTO DE 2009 – A produção da campanha de Marina Silva

Fonte: Partido da Causa Operária

Candidata apoiada pela direita

Marina Silva à imagem e semelhança de Heloísa Helena

A nova candidata propagandeada pela imprensa burguesa, Marina Silva, mostra que a produção de uma candidata de direita com fachada de esquerda é a manobra da burguesia imperialista contra a classe operária

19 de agosto de 2009

A candidatura de Marina Silva com sua saída do PT tornou-se um fenômeno em poucos dias. Sua candidatura lançada em meio à crise política do Senado, rapidamente passou a ter mais destaque que a própria crise em muitas revistas de análise política na última semana.

O fenômeno Marina Silva se assemelha inteiramente com a manobra realizada nas últimas eleições presidenciais por meio do Psol e da figura de Heloísa Helena erguida pela imprensa burguesa.

Assim como Marina Silva, Heloísa Helena foi fabricada pela direita que controla os meios televisivos e as maiores revistas semanais e jornais.

Para a ex-senadora petista Heloísa Helena, desde 2005 foi dado total destaque em sua participação na CPI dos Correios, onde esta procurou aparecer como a personalidade mais ética da comissão em intervenções teatrais, transmitidas ao vivo em rede aberta de televisão. Na realidade, a CPI, como todos os escândalos de corrupção – que são, evidentemente, verdadeiros – são um instrumento de manipulação da opinião do eleitorado pela direita. A presença ou a fachada de uma esquerdista na manobra era extremamente conveniente para a direita. Daí que, em momento algum, os esquerdistas éticos como Heloísa Helena trataram de generalizar as denúncias para atingir o conjunto do regime ou dos partidos que lhe dá sustentação, mas buscou trabalhar para um dos lados contra o outro.

Em pouco tempo esta tomou os jornais e revistas. Pouco antes das eleições de 2006, Heloísa Helena recebeu da revista Isto É o prêmio de personalidade do ano.

Marina Silva na edição desta semana da revista Isto É é tema de capa e recebeu nada menos que dez páginas da revista. Uma operação evidentemente orquestrada para criar um fato político para as eleições de 2010.

Campanha ética propelida pela direita

Marina Silva surge assim como Heloísa Helena em meio à campanha ética da direita, que procura ganhar espaço com a crise do governo Lula.

Neste caso se trata de uma campanha de muito maior vôo que em 2006 com Heloísa Helena, campanha esta proporcional à crise da direita no Congresso Nacional e a tentativa desta de se salvar de uma crise terminal, bem como à crise de todo o regime político.

Outra semelhança entre as duas candidatas é o completo esvaziamento de qualquer programa político de interesse da classe trabalhadora, sendo a candidata do Psol uma defensora da ética acima de qualquer programa e de um emaranhado de reivindicações abstratas e patronais. O mesmo ocorre com Marina Silva só que com uma fachada ecológica.

A falta de conteúdo de classe dos programas e de base social é um fator importante para que ambas sejam não uma alternativa a Lula à esquerda, o que seria um fator de desestabilização do regime político e partidário da burguesia, mas uma alternativa à direita, comprovada pelo caráter reacionário destas com relação a reivindicações como o aborto e a religião.

Marina Silva, evangélica da Assembléia de Deus é defensora do ensino religioso e contrária a estudos de célula-tronco e ao aborto, programa idêntico a de Heloísa Helena. Assim ambas não aparecem nem mesmo como candidatas ligadas às reivindicações das mulheres, também um ponto fundamental para servirem de candidatas manipuláveis para a direita.

O mesmo objetivo imediato

Ambas candidaturas cumprem o mesmo objetivo imediato para os partidos burgueses direitistas, do qual o PV é apenas um derivado do PMDB e do PSDB sendo dominado por ala da família Sarney, o de retirar votos da candidata de Lula e de levar a disputa para um segundo turno. É um instrumento na luta interna da buguesia.

Este objetivo imediato muito semelhante entre Heloísa Helena e Marina Silva já é apontado pelos próprios jornais burgueses que propagandeiam a candidatura de Marina Silva.

“Tucanos e petistas, avaliam que, caso a ex-ministra do Meio Ambiente aceite o convite do PV, a corrida de 2010 passar a ter mais chances de ser resolvida no segundo turno (…)

Líderes do PT e do PSDB consideram que a senadora deve se beneficiar da imagem de ‘vítima’ que teria junto à opinião pública, alcançando cerca de 5% dos votos. Roubaria, segundo o mesmo raciocínio, ainda votos de um eleitor mais ideologizado, que demonstra um certo cansaço da polarização PT-PSDB. Marina também receberia votos de eleitores órfãos da ex-senadora Heloisa Helena (Psol), que concorreu ao Planalto em 2006 e que pode não disputar a Presidência em 2010 justamente pela presença da ex-ministra de Lula. Manteria, assim, uma candidatura satélite e independente, como a da ex-senadora, que alcançou 6,8% dos votos em 2006” (Agência Estado, 18/8/2009).

Uma evidência de que a candidatura de Marina Silva substituiria a de Heloísa Helena é o fato de que a candidata do Psol anunciou sua concorrência para o senado e não para a presidência.

É preciso denunciar como um grande golpe da burguesia contra os trabalhadores a propaganda feita para levantar uma candidatura supostamente de esquerda para uma candidatura direitista. O acontecimento permite, também, uma caracterização clara da política de Heloísa Helena e do Psol, bem como da Frente de Esquerda, apresentada por muitos como uma “alterntiva de classe”. Fica claro que tudo consistia em uma manobra eleitoral no marco da luta interna da burguesia para impulsionar a ascensão de elementos pequeno-burgueses que ocupam um papel secundário na política burguesa parlamentar.

Marina Silva, assim como Heloísa Helena não representam qualquer rompimento com a burguesia, mas são ambas oprtunistas que tiram proveito de uma manobra momentânea e sob medida da direita da buguesia explorando o atraso de uma parcela confusa e conservadora da população e da classe trabalhadora com esta expectativa de rompimento, mas que a atrelam automaticamente com uma parcela da burguesia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s