DIREITO É PARA TODOS “HOMENS DE DEUS”

Direito_é_para_todos

(*) Texto de Ester Neves

Fico pasma com a visão equivocada e capenga de certos homens que se dizem “homens de Deus”. Falam em iniqüidade, mas fazem coro com o que existe de mais iníquo e imoral em nosso país, que é essa mídia corporativa, capitaneada pela Globo, responsável nº 1 pela degradação moral, na qual acusam que o país mergulha. Fazem coro com essas trombetas do mal, quando se trata de denegrir e perseguir um governo voltado para a implementação do bem comum, favorecendo, primordialmente, os mais necessitados, como o governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Quanta incoerência… Usam as armas de que dispõem: o púlpito de suas igrejas, graças à bênção de vivermos num país democrático e livre.

Eu sou uma mulher cristã, e, como tal, sou contra o aborto e não faço apologia do homossexualismo.

Numa democracia temos o direito de lutar pela liberdade de podermos agir de acordo com a nossa consciência e valores, mas não podemos impô-los por decreto a ninguém. Também não podemos impedir que as pessoas lutem por aquilo que acham justo. Precisamos aprender a respeitar para sermos respeitados.

A liberdade que queremos deve ser reconhecida como direito de todos.

Não fazer apologia do homossexualismo não significa que eu tenha que ser homofóbica, e não reconheça os direitos dos homossexuais, na condição de cidadãos de um país livre e democrático. Eu conheço alguns homossexuais pelos quais eu tenho o maior carinho. De uma coisa é certa, é muito mais provável que eu tenha a oportunidade de falar-lhes do amor de Deus, e mais que isso, testemunhar desse amor, do que os hipócritas e fariseus encastelados.

Não estou generalizando. Também não estou aqui no papel de juíza, julgando e condenando. Sei que muitos que agem dessa forma, com a qual eu não concordo, podem ter lá as suas boas intenções. Reconheço que visão cada uma tem a sua, levando-se em conta fatores fundamentais como: conhecimento, experiência, sensibilidade, capacidade de empatia, etc. É por isso que defendo a liberdade como um valor primordial.

Não sejamos incoerentes. Lutemos pela liberdade. Que possamos educar os nossos filhos de acordo com os nossos princípios e valores, tanto em nosso lar como em nossas escolas. Que possamos até dizer ao homossexual, se ele aceitar ouvir, o porquê de sermos contra o homossexualismo. Se ele NÃO aceitar, paciência, está usando do livre arbítrio que Deus concede a cada um.

Quanto ao casamento entre homossexuais, já existe de fato, e, isso não é responsabilidade do presidente Lula. A Justiça brasileira tem reconhecido isso, tanto que já conquistaram o direito de poderem ter seus filhos adotivos. E, não vi nenhuma igreja levantar-se contra isso. Portanto, não sejam hipócritas, não condenem o governo do presidente Lula que apenas tem cumprido o seu papel de governante de todos, como um verdadeiro democrata que tem revelado ser.

(*) Ester Neves é escritora – autora, entre outros, dos seguintes livros:

1) Uma Ex-tucano Que Caiu na Real; 2) O Papel Social da Mulher Cristã; 3) Frágil? Nem Tanto – A História de Uma Trabalhadora Brasileira Vítima do Neoliberalismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s