Quadro eleitoral brasileiro/fluminense.

Enquanto há a briga da presidência, onde Dilma deixou Serra para trás, mesmo inicialmente o tucano estando a frente das pesquisas. Aqui no Rio a maior guerra não é entre os candidatos a governador, mas sim ao senado.

Marcelo Crivella (PRB) e Lindberg Farias (PT) estão quase que empatados em primeiro. Lindberg estava bem abaixo das pesquisas há poucas semanas, agora chega a 38% das intenções de voto, enquanto o líder atual ainda é Crivella com 40%.

César Maia (Democratas) caiu para o terceiro lugar nas pesquisas, com 27%.

Jorge Picciani (PMDB), aparece com 21%. Outros candidatos estão bem abaixo nas pesquisas, como por exemplo: Waguinho (PT do B), com 7%, Marcelo Cerqueira (PPS) e Milton Temer (PSOL), ambos com 4%, Carlos Dias (PT do B), com 3%, e Wladimir Mutt (PCB) e Claiton (PSTU), ambos com 1%. Heitor (PSTU) não pontuou.

Votos em branco e nulos somaram 22%, enquanto 32% não souberam responder.

O instituto ouviu 1.273 eleitores em 30 municípios do Rio de Janeiro entre os dias 13 e 14 de Setembro.

Segundo o TRE-RJ, Jorge Picciani (Senado) e os filhos Rafael (Deputado Estadual) e Leonardo (Deputado Federal) são os que mais enfeiam as cidades com papeis no chão e placas espalhadas pela cidade. Logo depois aparece o candidato Pedro Paulo. Até agora todos os quatro líderes são do PMDB. Logo após aparece Domingos Brazão (Também do PMDB).

Mais de 70 toneladas de placas irregulares são recolhidas em um período de 17 dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s